• Edgar Marcucci

A diferença da mentalidade 'rica' e a mente 'pobre'

Atualizado: 1 de Nov de 2019

Disciplina e foco no longo prazo são as marcas de quem pensa no dinheiro como um meio para atingir seus sonhos



Planejar uma vida economicamente estável, no mundo de hoje, é um desafio e tanto. A tecnologia trouxe mudanças disruptivas que viraram muitas de nossas certezas do avesso: novas profissões surgiram, outras foram substituídas por aplicativos e inteligência artificial. Nesse cenário, uma preocupação se destaca: como se manter economicamente sadio?

Nós da MetLife sabemos que uma das maiores preocupações das pessoas é a sua tranquilidade financeira. Seu desequilíbrio causa até prejuízos no rendimento profissional. Por isso, separamos algumas dicas para você treinar o seu comportamento para ter atitudes mais saudáveis e condizentes com o seu nível de vida. Aliás, é sobre ela a primeira dica.


Como encarar o seu nível de vida


Quando se está comprometido com a saúde financeira de sua família, a pessoa sabe regular os seus gastos fixos de acordo com os seus ganhos, inclusive comprometendo menos do que a média das outras pessoas com gastos supérfluos e focando no futuro. Essa é chamada a mentalidade "rica". Nada tem a ver com a QUANTIDADE de dinheiro que a pessoa faz por mês e sim a forma como ela lida com esse valor.


Eu quero realizar meus sonhos. Posso? 


Deve. A ideia não é dizer que que quem tem a mentalidade "rica" não busca seus sonhos. A diferença é que topa esperar e se planejar no médio e no longo prazo, poupando e investindo para não cair em armadilhas de crédito ou investimentos de baixa rentabilidade. Do lado oposto quem tem a mentalidade "pobre", troca o tempo de espera por taxas altíssimas em financiamentos que não consegue pagar, vive enrolada com juros e com score baixo. Novamente: nada aqui tem a ver com o capital em mãos, mas o comportamento frente ao tempo de espera.


Como lidar com crédito?


Quem tem a mentalidade "pobre" usa o crédito como dinheiro em conta e abusa dos parcelamentos que vão, não só corroer o orçamento mensal como baixar seu score de crédito nas avaliadoras de mercado. Já quem tem a mentalidade "rica", usa o crédito a seu favor, planejando compras que pode arcar justamente quando pode fazer isso à vista, negociando taxas menores que os seus rendimentos, por exemplo.


Quem tem mentalidade "rica" controla os tostões 


Quem tem a mentalidade "rica" é amigo de sua planilha de gastos mensal. Anota tudo em detalhes, projeta gastos conservadores e poupança agressiva para estar sempre capitalizado. 

Antes de trocar de TV ou de carro, quem tem a mentalidade "rica", almeja construir fundos de emergência para os tempos de vacas magras, além de focar investimentos de longo prazo para quando sua capacidade produtiva estiver reduzida. Novamente: isso vale para uma poupança de R$ 100 e um Tesouro Direto de R$ 2,5 milhões. 


Para concluir


A gestão financeira tem pouco a ver com o objeto em questão, que é o dinheiro que você recebe todo mês. Ela está baseada, na verdade, em sua POSTURA, que é o comportamento, o comprometimento e a visão de futuro. Pense nisso e se organize!




Referência: Blog metlife.com.br posted 23-10-2019


Curtiu este conteúdo? Clique no ♡ aqui abaixo para curtir e confira os outros posts.

0 visualização

Edgar Marcucci | Consultoria em Planejamento e Proteção Financeira

Rua Maria Luiza Santiago, 200 | 17º andar - Santa Lúcia - Belo Horizonte

eu@invistoseguro.com.br   |   31 97535-4687

© 2019 by Prem1um Life

  • Instagram - @invistoseguro
  • Facebook - Invisto Seguro
  • Twitter @invistoseguro
  • LinkedIn - Edgar Marcucci